Mobilização Virtual contra a Aids - Anttenados

Mobilização Virtual contra a Aids


Mobilização Virtual contra AIDS / Foto: Rodrigo Sanches
O Instituto de Infectologia Emílio Ribas, unidade da Secretaria de Estado da Saúde e referência em doenças infectocontagiosas, lançou no último dia 24 de novembro sua  Mobilização Virtual contra a Aids. O coquetel de lançamento ocorreu na The Week, e contou com a presença de jornalistas, artistas, médicos e autoridades.
Fabiana Scaranzi / Foto: Rodrigo Sanches
Adriane Galisteu e Wanessa / Foto: Rodrigo Sanches
A iniciativa, que marca o início das celebrações do Dia Mundial contra a Aids, inclui o lançamento de um aplicativo web para que as pessoas possam customizar seus perfis nas redes sociais com um laço vermelho, símbolo da luta contra a Aids. Usando o app, a foto do perfil passa a ficar preto-e-branco, mas o laço aparece na cor vermelha, original, em destaque.
Wanessa / Foto: Rodrigo Sanches
A cantora Wanessa Camargo, representando o Unaids (Programa das Nações Unidas sobre HIV/Aids), do qual é embaixadora da Boa Vontade, contou uma história triste no palco do evento que o Hospital Emílio Ribas fez na noite de terça-feira (24) para promover sua campanha deste 1º de Dezembro. A campanha, Mobilização Virtual Contra Aids, convida, pelo Facebook, as pessoas a colocarem o lacinho vermelho, símbolo da luta contra aids, em suas fotos de perfil. Wanessa revelou que um amigo muito jovem morreu em consequência da aids, porque teve o diagnóstico positivo tardiamente.
 “Ele não queria fazer o teste, pois tinha muito medo do resultado. Não queria confirmar para não ter de viver com o fantasma da doença”, disse.
Pocket show da Wanessa / Foto: Rodrigo Sanches
Adriane Galisteu, madrinha do evento que, este ano, foi ancorado por César Tralli, apresentador do “SPTV”, da Globo. “As pessoas perderam o medo de se contaminar. Parece que estamos batendo na mesma tecla e não chegamos a lugar nenhum. Temos de colocar medo nos jovens e nos mais velhos, porque eles também estão se contaminando”, disse Adriane.

No palco do evento, na boate The Week, o tema preconceito também apareceu em duas falas. A do infectologista do Emílio Ribas Jean Gorinchteyn, idealizador da campanha  do lacinho vermelho no Facebook, e de Maria Clara Gianna, coordenadora do Programa Estadual de DST/Aids do Estado de São Paulo. Jean Gorinchteyn disse que os famosos  – além de Wanessa e Adriane,  Raul Gil, Ticiane Pinheiro, Fabiane Scaranzi – estavam ali representando os pacientes que não tornam pública a sua sorologia. “Infelizmente, eles se escondem num momento como esse [o da doença]. Isso porque existe uma outra doença atrás da doença, que é o preconceito.”


Sobre a campanha 

A campanha Mobilização Virtual Contra Aids é um sucesso no Facebook e você pode aderir, colocando o lacinho vermelho em sua foto de perfil, clicando aqui.


Por Rodrigo Sanches
Tecnologia do Blogger.